terça-feira, 25 de agosto de 2015

Maranhão Atlético Clube da década de 80

Belo registro do jornalista França Melo. Na imagem, temos a formação do Bode Gregório da década de 80, com Juca Baleia, Uberaba, Carrinho, Tataco, Neto Martins, repórter José Carlos Teixeira, Neco, Bacabal, Riba e Chiquinho. 


Sampaio Corrêa 1x0 Moto Club - Torneio Maranhão/Pará 1977


Sampaio e Moto realizaram uma partida emocionante na noite do dia 04 de Março no Estádio Municipal, jogo que teve um primeiro tempo equilibrado e um ligeiro domínio, mesmo desordenado, do Moto, na segunda etapa. A direção do espetáculo foi do cearense Gilberto Ferreira, que também andou complicando no final, invertendo faltas e prendendo muito o jogo, querendo aparecer demasiadamente.

Como acontece em todos os jogos de Moto e Sampaio, o início foi um pouco monótono, com uma equipe procurando fazer justamente o que a outra fazia e com isso o público somente foi vibrar aos 25 minuto, com o gol de Cabecinha, que sacudiu a galera. Outras boas oportunidades foram desperdiçadas pelas duas equipes, principalmente o Sampaio, que tinha uma defesa um pouco mais plantada e consciente e um meio campo destruindo normalmente, mesmo com a fraca atuação de Eliézer na cabeça da área.

Para a segunda etapa, com o campo totalmente alagado, o Sampaio sentiu a falta de treinamentos, o que se aproveitou o Moto Club para apertar, mesmo desordenado. O plantel sampaíno aguentou a pressão e ainda chegava ao gol do Moto com um certo perigo graças mais ao individualismo de seus atletas. Se o Moto não chegou ao empate, deve exclusivamente a Dorival, que mais uma vez mostrou ser um excelente goleiro.

Pela ocasião da vitória -  e com a vitória do Leão paraense diante do Paysandu em Belém, Remo e Sampaio lideravam o Torneio Maranhão/Pará de 1977 com 4 pontos, seguidos de Moto com 3 e Paysandu com apenas 1 ponto. 


FICHA DO JOGO

Sampaio Corrêa 1x0 Moto Club
Data:
04 de Março de 1977
Local: Estádio Nhozinho Santos
Renda: Cr$ 150 mil
Público: 8.957 torcedores
Juiz: Gilberto Ferreira (CE)
Bandeirinhas: Nacor Arouche e Roberval Castro
Gol: Cabecinha aos 25 minutos do primeiro tempo
Sampaio Corrêa: Dorival; Cabrera, Almir, Sérgio (Zé Alberto) e Ferreira; Eliézer, Bira e Carlos Alberto; Itamar (Saneguinha), Cabecinha e Bimbinha. Técnico: Brandãozinho
Moto Club: Marão; Célio Rodrigues, Irineu (Vivico), Paulo Ricardo e Beato; Rogério, Adãozinho e Toninho; Lima (Caio), Paulo César e Acir. Técnico: Juan Alvarez

domingo, 2 de agosto de 2015

Vasco da Gama Sport Club, campeão maranhense em 1929


Encontrei pelo Facebook uma inusitada página dedicada ao já extinto Vasco da Gama Sport Club, que configurou no futebol maranhense entre os anos de 1919 a 1928 - pelo menos dentro das competições profissionais/oficiais. Sobre a origem da equipe cruzmaltina ludovicense, seria necessário um estudo maior, o que será feito futuramente. De momento, aqui cabe algumas informações básicas sobre a equipe: em 1919 a equipe disputou a sua primeira edição do Campeonato Maranhense de futebol, na época promovido pela Liga Maranhense de Sports (LMS). Além do Vasco, a competição contava com a participação do Anilense Football Club, Brasil Sport Club, do FAC (não o Fabril, mas o Football Athletic Club) e do Luso Brasileiro. Realizado em dois turnos, em jogos de ida e volta, a equipe que chegasse à contagem de maior número de pontos seria declarada campeã daquele ano, o que coube ao Luso Brasileiro – o Vasco acabou com a segunda colocação. Vale destacar que, antes da competição, o FAC pediu afastamento e não participou do Estadual de 1919.

CAMPANHA EM 1919

15/06/1919-Vasco 2x0 Brasil
06/07/1919-Fênix 3x2 Vasco
27/07/1919-Anilense 2x1 Vasco
17/08/1919-Luso Brasileiro 6x0 Vasco
24/08/1919-Fênix 0x0 Vasco
21/09/1919-Luso Brasileiro 6x0 Vasco
05/10/1919-Vasco 3x0 Brasil
19/10/1919-Vasco 3x1 Anilense


No anos seguintes, após três terceiros lugares, a equipe cruzmaltina acabou conquistando o título em 1928, em seu último ano no futebol profissional. No campeonato daquele ano, as oito equipes jogaram entre si e os quatro melhores disputaram a fase final, com o maior pontuador conquistando o título. Bangu, Diamante Negro, Gurupi, Fênix, Luso Brasileiro, Sirio, Vasco e Tupi disputaram o estadual, que teve como artilheiro absoluto o ponta João Pretinho, do Vasco, com 15 gols. 

sábado, 1 de agosto de 2015

Sampaio Corrêa em 1968


Belo registro do Sampaio Corrêa em 1968. Na foto, temos a seguinte escalação: em pé - Laxinha, Osvaldo, Vico, Faísca, Tomás e Marcial; agachados - Toinho, Tutinha, Lobato, Carlos Alberto e Itamar

Volta das férias

Amigos leitores do Blog Futebol Maranhense Antigo, retornaremos a partir da próxima segunda-feira, 03 de Agosto, das férias, trazendo o melhor conteúdo do passado do nosso futebol. E trago também uma boa notícia, para quem gosta da atualidade do futebol praticado em nosso Estado, o "FUTEBOL MARANHÃO", site do meu amigo e competente jornalista Bruno Alves. A quem interessar, pode acessar todo o conteúdo desse belo trabalho pelo site www.futebolmaranhao.com.br e também curtir a página no Facebook: https://www.facebook.com/futebolmaranhao